Regulador europeu afirma que não há provas contra vacina AstraZeneca

Enfermeira com pacote de vacinas contra a covid da Astrazeneca em Senftenberg, Brandeburgo, Alemanha