Regulador europeu dá luz verde para vacina da AstraZeneca-Oxford contra Covid-19

·1 minuto de leitura
Vacinação contra Covid-19

AMSTERDÃ (Reuters) - O regulador europeu de medicamentos recomendou nesta sexta-feira a aprovação da vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford contra Covid-19 para pessoas com mais de 18 anos, a terceira vacina liberada para uso na União Europeia.

A vacina AstraZeneca demonstrou uma eficácia de cerca de 60% nos ensaios em que baseou sua decisão, disse a Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) em um comunicado.

Ainda não houve resultados suficientes para pessoas com mais de 55 anos para determinar o quão bem a vacina funcionaria para este grupo, disse a EMA. No entanto, afirmou que a proteção é esperada e que a vacina pode ser dada a pessoas mais velhas.

“Com esta terceira opinião positiva, expandimos ainda mais o arsenal de vacinas disponíveis para os Estados-membros da UE e da AEE para combater a pandemia e proteger seus cidadãos”, disse Emer Cooke, diretor executivo da EMA.

A Europa precisa urgentemente de mais doses para acelerar seu programa de inoculação com fornecedores como AstraZeneca e Pfizer, que enfrentam dificuldades em entregar as quantidades prometidas para os primeiros meses do ano.

A vacina AstraZeneca é administrada por meio de duas injeções no braço, a segunda entre 4 e 12 semanas após a primeira.

As preocupações sobre seu valor para os idosos foram levantadas na quinta-feira, quando o comitê de vacinas da Alemanha disse que ela deveria ser administrada apenas a pessoas com idade entre 18 e 64 anos, devido à falta de dados sobre sua eficácia em pessoas mais velhas.

(Escrito por Pushkala Aripaka em Bengaluru)