Reguladores bancários globais devem elaborar regras para criptoativos até fim do ano

Por Huw Jones

LONDRES (Reuters) - O Comitê global de reguladores bancários da Basileia concluirá o trabalho em regras robustas sobre como os bancos devem reservar capital para cobrir criptoativos em seus registros contábeis, disse o órgão de supervisão do comitê na terça-feira.

O painel, formado por reguladores bancários dos principais centros financeiros do mundo, propôs cobranças punitivas de capital sobre criptoativos 'não lastreados', como o bitcoin.

"Em criptoativos, os membros reiteraram a importância de projetar uma estrutura regulatória robusta para as exposições dos bancos a criptoativos que promovam inovação responsável, preservando a estabilidade financeira", disse em comunicado o Grupo de Governadores de Bancos Centrais e Chefes de Supervisão.

O grupo também instou unanimidade rápido e integral dos países membros na implementação da etapa final de Basileia III, requisitos de capital mais rígidos estabelecidos em resposta à crise financeira global há mais de uma década.

Mais de dois terços dos países membros planejam implementar o Basileia III na íntegra até 2024, disse entidade.

A União Europeia e o Reino Unido, ambos membros de Basileia, disseram que pretendem implementar as regras restantes até o início de 2025, com o bloco europeu propondo várias mudanças.

(Por Huw Jones)