Reino Unido congela ativos de grupo siderúrgico de Abramovich

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
(Arquivo) O bilionário russo Roman Abramovich (AFP/Justin TALLIS) (Justin TALLIS)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O governo do Reino Unido anunciou, nesta quinta-feira (5), que congelou os ativos do grupo siderúrgico Evraz, cujo principal acionista é o bilionário russo Roman Abramovich, um dos alvos das sanções impostas a oligarcas próximos do Kremlin como resposta à invasão da Ucrânia.

O grupo Evraz "opera em setores de importância estratégica" e produz "28% de todas as rodas de trens russos e 97% dos trilhos do país", o que "é de suma importância, pois a Rússia utiliza as ferrovias para transportar equipamentos militares e tropas para a frente de batalha na Ucrânia", afirmou o governo britânico ao justificar sua decisão.

Somada às sanções anteriores, "esta ação vai dissuadir ainda mais as empresas que operam em setores estratégicos na Rússia", frisou Downing Street em comunicado, no qual detalhou que, a partir de agora, "nenhum cidadão ou empresa do Reino Unido pode fazer negócios" com o grupo Evraz, cujo núcleo se encontra na Rússia.

Desde a invasão russa da Ucrânia, em 24 de fevereiro, o Reino Unido sancionou mais de 100 empresas e mais de mil indivíduos, entre eles Abramovich, proprietário do clube de futebol inglês Chelsea, que ele teve que colocar à venda.

Contactado pela AFP, o grupo Evraz não reagiu de imediato. A empresa sempre alegou que o oligarca russo, um acionista "importante" com 28,64% de seu capital, não controla o grupo.

ode-acc/mb/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos