Reino Unido diz que Assad recebeu "advertência" com ataque dos EUA

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O presidente sírio, Bashar al-Assad, recebeu uma "advertência" com o bombardeio dos Estados Unidos por conta do ataque com gás tóxico, disse na sexta-feira o embaixador britânico na Organização das Nações Unidas (ONU), Matthew Rycroft, descrevendo a ação militar como uma "resposta proporcional a atos impronunciáveis".

"Sem os sete vetos russos no Conselho de Segurança, desafiando a visão dos demais membros do conselho, Assad teria enfrentado sanções e justiça", disse Rycroft aos 15 membros do conselho.

(Reportagem de Michelle Nichols)