Reino Unido diz que novas sanções atingem ex-mulher de Putin e primos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante reunião em Moscou
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido disse nesta sexta-feira que impôs sua mais recente rodada de sanções contra a Rússia pela invasão da Ucrânia, visando a rede financeira do presidente russo, Vladimir Putin, incluindo sua ex-mulher e primos.

"Estamos expondo e mirando a rede obscura que sustenta o estilo de vida luxuoso de Putin e apertando o cerco ao seu círculo íntimo", disse a ministra das Relações Exteriores britânica, Liz Truss, em comunicado.

"Continuaremos com sanções a todos aqueles que ajudam e favorecem a agressão de Putin até que a Ucrânia prevaleça."

O Reino Unido, em conjunto com aliados ocidentais, tem aplicado sanções a centenas de russos ricos, bem como a empresas industriais e financeiras estrategicamente importantes, em resposta à invasão russa da Ucrânia.

Entre os 12 novos nomes adicionados à lista de sanções britânicas estão a ex-mulher de Putin, Lyudmila Ocheretnaya, e vários de seus parentes que ocupam cargos executivos em grandes empresas russas como a Gazprom. Eles enfrentam congelamentos de ativos e proibições de viagens.

O governo britânico disse que os sancionados apoiaram Putin em troca de riqueza, empregos de alto nível e influência sobre os assuntos russos.

(Reportagem de William James)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos