Reino Unido faz apreensão recorde de criptomoedas por lavagem de dinheiro

·1 minuto de leitura
Criptomoedas

A polícia de Londres anunciou nesta terça-feira (13) a maior apreensão de criptomoedas no Reino Unido, realizada no âmbito de uma investigação de lavagem de dinheiro, no valor de quase US$ 250 milhões.

Os agentes apreenderam criptomoedas avaliadas em quase 180 milhões de libras (US$ 250 milhões), classificando-a como "uma das maiores apreensões do mundo".

Este valor supera a apreensão recorde de 114 milhões de libras feita pela Polícia Metropolitana de Londres em junho passado e faz parte de uma investigação em curso sobre lavagem de dinheiro internacional, informou a Scotland Yard.

Não se especificou de que moedas se trata.

Uma mulher de 39 anos foi presa em 24 de junho, sob suspeita de lavagem de dinheiro, e depois, liberada sob fiança. Na sequência, foi interrogada sobre a descoberta de quase 180 milhões em moedas virtuais em 10 de julho.

"Há menos de um mês, conseguimos apreender 114 milhões de libras de criptomoedas. Desde então, nossa investigação tem sido complexa e de grande alcance (...) A apreensão de hoje é outro passo importante nesta investigação que continuará pelos próximos meses, já que procuramos as pessoas no centro desta suposta operação de lavagem de dinheiro", explicou o detetive Joe Ryan, em um comunicado.

Criptomoedas, como o bitcoin, são criticadas com frequência pelas agências reguladoras por seus empregos ilegais, devido ao anonimato permitido por elas, assim como por sua facilidade de uso.

Segundo um informe do Chainalysis divulgado em fevereiro, as transações em moedas virtuais para fins ilegais alcançaram US$ 10 bilhões em 2020. Isso representa 1% da atividade total em criptomoedas do ano passado. É metade da quantidade do ano anterior, quando tal atividade atingiu um valor recorde de US$ 21,4 bilhões.

pau-acc/mar/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos