Reino Unido gastará mais de R$ 3,5 bilhões para “tirar” Elizabeth 2ª das cédulas

Reino Unido gastará mais de R$ 3,5 bilhões para “tirar” Elizabeth 2ª das cédulas (Foto: REUTERS/Leonhard Foeger)
Reino Unido gastará mais de R$ 3,5 bilhões para “tirar” Elizabeth 2ª das cédulas (Foto: REUTERS/Leonhard Foeger)
  • A rainha Elizabeth 2ª estampa as cédulas desde 1960;

  • O rosto do rei Charles 3º deverá estampar gradativamente as notas em circulação;

  • Atualmente existem cerca de 4,5 bilhões de notas em circulação com o rosto de Elizabeth 2ª.

No Reino Unido, a rainha Elizabeth 2ª inaugurou, em 1960, a tradição do monarca regente ter o rosto estampado nas cédulas oficiais. Apesar da ascensão imediata do rei Charles 3º após a morte de sua mãe, o rosto da recém falecida monarca vai continuar a estampar as notas do reino por ao menos alguns anos.

Cada cédula impressa no Reino Unido custa £ 0,13 aos cofres públicos. Com isso, para substituir todas as notas que hoje circulam com a face de Elizabeth 2ª seria de £ 585 milhões, ou R$ 3,5 bilhões pela atual cotação. Atualmente existem cerca de 4,5 bilhões de notas em circulação com o rosto da monarca. O valor total do montante é de £ 80 bilhões, ou R$ 477 trilhões, em cotação atual.

Leia também

Ao que tudo indica, as cédulas com o rosto da antiga rainha não serão recolhidas imediatamente. A opção mais provável é que a Coroa Britânica descontinue a produção das cédulas Elizabeth, substituindo assim, gradativamente por notas com a face de Charles 3º.

"Como o primeiro monarca a aparecer nas notas do Banco da Inglaterra, os retratos icônicos da rainha são sinônimo de alguns dos trabalhos mais importantes que fazemos. As notas atuais com a imagem de Sua Majestade a Rainha continuarão a ter curso legal. Um novo anúncio sobre as notas existentes do Banco da Inglaterra será feito assim que o período de luto for cumprido", comunicou o Banco Central da Inglaterra ao Uol.

Troca do papel moeda por notas de plástico

Além dos possíveis custos derivados da substituição do “rosto real” nas cédulas, o Banco Central da Inglaterra retirará de circulação notas com valor total de £ 14,5 bilhões até 30 de setembro deste ano, a fim de substituir o papel-moeda em favor de cédulas de polímero.