Reino Unido oferece 1ª dose de vacina a todos acima de 50 anos e bate meta

Alistair Smout
·1 minuto de leitura
Homem recebe dose de vacina contra Covid-19 em mesquita em Londres

Por Alistair Smout

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido ofereceu uma primeira dose de vacina contra Covid-19 a todos os cidadãos de mais de 50 anos e adotou a vacina da Moderna na Inglaterra, anunciou o governo nesta terça-feira, o que coloca o país a caminho de vacinar todos os adultos até o final de julho.

O país tem uma das distribuições de vacina mais rápidas do mundo, só ficando atrás de Israel na proporção de sua população a receber ao menos uma dose de vacina contra Covid-19.

O governo disse que já ofereceu ao menos uma dose aos grupos prioritários 1 a 9, o que inclui todos os adultos acima de 50 anos, pessoas clinicamente vulneráveis e profissionais de saúde e assistência social, antes da meta de quinta-feira.

"Agora avançaremos para completar as segundas doses essenciais e progredir rumo à meta de oferecer uma vacina a todos os adultos até o final de julho", disse o primeiro-ministro, Boris Johnson, em um comunicado.

O Reino Unido diminuiu o ritmo das primeiras doses para garantir que pessoas de grupos de alta prioridade recebam uma segunda dose, apesar dos suprimentos de vacina mais baixos em abril do que em março.

Para reforçar os suprimentos de vacina de primeiras doses, a distribuição da vacina da Moderna na Inglaterra começa nesta terça-feira – algumas primeiras doses foram administradas no País de Gales na semana passada.

Já usada nos Estados Unidos e em outras partes da Europa, ela se torna a terceira vacina a ser usada no Reino Unido – as outras são a da AstraZeneca e da Pfizer-BioNTech.

(Reportagem adicional de Sarah Young)