Reino Unido pára em minuto de silêncio por Isabel II

Este domingo, exatamente às 20 horas, o Reino Unido parou durante um minuto para uma última homenagem a Isabel II, na véspera do funeral oficial, hoje, na Abadia de Westminster.

Centenas de dignitários e dirigentes dos quatro cantos do mundo marcarão presença em Londres para assistir à cerimónia, entre os quais o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, os homólogos brasileiro Jair Bolsonaro e francês Emmanuel Macron, o rei Juan Carlos de Espanha, o presidente dos Estados Unidos Joe Biden e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Em frente a Westminster Hall, milhares de pessoas esperaram pacientemente, algumas mais de 24 horas, para se despedirem da monarca, que reinou durante mais de sete décadas.

Uma britânica explicava que "ao sair, simplesmente abraçou as pessoas que estavam atrás na fila" e que "está tudo muito bem organizado, com os seguranças, e todos são muito amigáveis".

Outro dizia que "é bastante emocional, mas é importante vir prestar homenagem depois de 70 anos de serviço".

Muitos britânicos desafiaram mesmo os avisos das autoridades, que lhes pediram para deixarem de tentar juntar-se às filas de espera. Poucos minutos antes de serem encerradas, alguns tentavam ainda, sem sucesso, acudir ao local.