Reino Unido quer vacinar grupo 'de risco' contra varíola do macaco

A agência de vigilância sanitária do Reino Unido recomendou nesta terça-feira (21) a vacinação contra a varíola do macaco para pessoas do chamado grupo "de risco", homens gays que têm muitos parceiros sexuais e são os mais afetados pela onda recente de contágio.

"Embora qualquer pessoa possa ser infectada com a varíola do macaco, os dados atuais apresentam níveis de transmissão mais elevados entre (mas não somente) as redes sexuais de homens gays, bissexuais e outros que têm relações sexuais com homens", destacou a agência britânica UKHSA em comunicado.

Apesar de a varíola do macaco não ser considerada uma doença sexualmente transmissível, a infecção pode ocorrer através da relação sexual.

As autoridades britânicas recomendam a vacina Imvanex para os homens do grupo considerado de risco pelos médicos.

Isso concerne "os que têm vários parceiros, participam de relações sexuais em grupo ou frequentam lugares" específicos onde acontecem relações, detalhou.

Com circulação regular na África Central e Ocidental, o vírus agora está presente em Europa, Austrália, Oriente Médio e nas Américas do Norte e do Sul, totalizando mais de 2.100 casos registrados entre 1º de janeiro e 15 de junho.

Até o dia 16 de junho, o Reino Unido já contabilizou 793 casos.

gmo/mr/eg/mb/rpr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos