Reino Unido reativa hospitais de campanha com aumento dos casos de coronavirus

·1 minuto de leitura
.

LONDRES (Reuters) - Autoridades de saúde britânicas estão reativando hospitais de campanha que foram montados no início da pandemia para lidar com um aumento nos casos de Covid-19 que está colocando os leitos disponíveis sob extrema pressão, particularmente em Londres.

O Reino Unido registrou mais de 50.000 novos casos diários do vírus nos últimos quatro dias, causados em parte devido a uma nova variante que é muito mais infecciosa, e um aumento no número de pessoas que estão morrendo a cada dia.

Os médicos alertaram que ainda estão lutando para lidar com o surto, especialmente quando tantos colegas estão doentes ou precisando se isolar e os paramédicos e enfermeiros têm que tratar pacientes em ambulâncias devido à falta de leitos disponíveis.

Um email enviado aos funcionários do Royal London Hospital disse que agora estavam operando sob "modalidade de medicinade de desastre".

Uma porta-voz do Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) disse que o hospital Nightingale em Londres estava sendo preparado para reabrir se necessário.

"Antecipando-se às pressões que a disseminação da nova variedade da infecção, foi solicitado ao NHS da região de Londres que reativasse o Nightingale, garantindo que esteja pronto a admitir pacientes caso necessário”, ela disse. "Este processo está em andamento."

O hospital, localizado no Centro de Exibição Excel em Londres, batizado em homenagem à pioneira da enfermagem da Era Vitoriana Florence Nightingale, será gerido por médicos de Londres com suporte adicional do Exército e parceiros no setor voluntário, se necessário, disse a porta-voz.

(Por Kate Holton)