Reino Unido registra 586 novas mortes por coronavírus, 21.678 no total

Reino Unido está em confinamento por um mês, com comércios fechados e as pessoas em quarentena em casa

O Reino Unido registrou nesta terça-feira 586 novas mortes em hospitais por coronavírus, anunciou o ministro da Saúde. Com isso o balanço total chega a 21.678 óbitos, sem contabilizar milhares de pessoas que morreram em suas casas e nos asilos.

A partir de quarta-feira, o governo britânico publicará tanto as mortes em hospitais como em residências geriátricas e outros lugares, disse o ministro Matt Hancock em sua coletiva diária sobre a crise sanitária.

"Isso é algo que antes não era possível", afirmou o ministro.

Os dados oficiais das autoridades de saúde britânicas até agora foram limitados a mortes hospitalares de pessoas infectadas com coronavírus, aumentando temores de que o saldo geral seja muito maior.

O Instituto de Estatísticas Nacionais (ONS, na sigla em francês) informou nesta terça-feira que somando mortes dentro e fora de hospitais - principalmente em residências e lares de idosos - o número total de mortes por COVID-19 que ocorreram até 17 de abril e registradas até 25 de abril, eram 21.284 somente na Inglaterra.

Esse número revela 8.151 mortes além dos óbitos hospitalares registrados pelo Ministério da Saúde, com base nas datas de registro e não quando ocorreram.

No total, o ONS registrou 4.343 mortes em casas de repouso apenas entre 10 e 24 de abril.

Dada essa preocupação com o destino da população idosa, Hancock também anunciou que a partir de agora "serão realizados testes em residentes e funcionários assintomáticos em casas de repouso na Inglaterra".

"Isso significa que qualquer pessoa que trabalhe ou viva em um lar de idosos poderá acessar um teste, com ou sem sintomas", insistiu ele, assegurando que estava "determinado a fazer todo o possível para proteger os mais vulneráveis".

Os responsáveis por esses asilos, alertam há semanas que milhares de pessoas morreram neles sem serem contabilizados nos saldos diários oficiais.

Um dos países europeus mais afetados pela pandemia, o Reino Unido - que soma dados de Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte - registra até agora 21.678 mortes por COVID-19 apenas em hospitais.

Entre os mortos, 85 membros da equipe de saúde e 19 assistentes sociais, disse Hancock, que anunciou ontem uma compensação de 60.000 libras para as famílias dessas vítimas.

O país inteiro interrompeu sua atividade na manhã desta terça-feira para manter um minuto de silêncio em homenagem às pessoas que morreram lutando contra a pandemia.