Reino Unido vai revisar uso do WhatsApp e outros apps de mensagens pelo governo

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido deve revisar o uso do WhatsApp, e-mails pessoais e outros aplicativos de mensagens por ministros e funcionários do governo depois que uma investigação descobriu uma "segurança de dados inadequada" durante a pandemia de Covid-19, informou o órgão de proteção de dados do governo nesta segunda-feira.

O Gabinete do Comissário de Informação (ICO) disse que a revisão deve examinar os "riscos sistêmicos" em torno do uso de canais de correspondência privada e garantir que melhorias sejam feitas.

“Entendo o valor da comunicação instantânea que algo como o WhatsApp pode trazer, principalmente durante a pandemia, onde as autoridades foram forçadas a tomar decisões rápidas e trabalhar para atender a demandas variadas”. disse John Edwards, o comissário de Informação do Reino Unido.

"No entanto, o preço do uso desses métodos, embora não seja contra a lei, não deve resultar em falta de transparência e segurança inadequada dos dados", acrescentou.

A recomendação segue uma investigação de um ano sobre o uso de tais canais de mensagens por ministros do governo e funcionários do Departamento de Saúde e Assistência Social (DHSC) durante a pandemia.

O ICO disse que a investigação encontrou uma "falta de controles claros" e o potencial de informações importantes "serem perdidas ou tratadas de forma insegura".

(Reportagem de Farouq Suleiman)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos