Relatório da ONU acusa Israel de ser responsável por "instabilidade" no Oriente Médio

A Comissão do Conselho dos Direitos Humanos da ONU acusa Tel Aviv de ser, em grande parte, responsável pela instabilidade na região, instaurando o que considerou como uma "ocupação perpétua", dos territórios palestinos. O governo israelense denuncia um relatório "parcial", redigido por um militante anti-Israel.

Jérémie Lanche,correspondente da RFI em Genebra

"As causas profundas do conflito apontam, em sua imensa maioria, para Israel", diz a presidente da comissão de investigação, Navi Pillay, que cita "a sensação de impunidade" envolvendo as ações do país. Ela acusou Israel de "não ter a intenção de colocar fim à ocupação dos territórios por Israel", como preconizam as resoluções do Conselho de Segurança. "Isso é essencial para colocar um fim à violência na região", diz o relatório.

Israel, que se recusou a cooperar com a comissão, considerou "que o relatório é parcial e tendencioso, desqualificado por seu ódio ao Estado de Israel e baseado em informações parciais e segmentadas", segundo uma nota de seu Ministério de Relações Exteriores.

"O que se transformou em uma situação de ocupação permanente foi citada pelas partes interessadas palestinas e israelenses como uma das raízes das tensões recorrentes, da instabilidade e da prorrogação de um conflito tanto nos territórios palestinos ocupados, incluindo Jerusalém Oriental, como em Israel", continua o texto.

Depois de anos de indiferença, Israel, que não respondeu às perguntas da comissão, acusa o órgão da ONU de "implicância." O país é o único que integra sistematicamente a pauta em todas as sessões do Conselho, alega.


Leia mais

Leia também:
Jornalista palestino-americana da Al Jazeera morre durante operação de Israel na Cisjordânia
Enterro de jornalista palestina morta em operação do exército israelense é marcado por violência
Movimento palestino Hamas ameaça Israel com "grande batalha" por Jerusalém

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos