Relator afirma que CPI precisa ouvir novamente Queiroga e que comissão vai esperar quarentena

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, 01.09.2021: O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapres)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, 01.09.2021: O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapres)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que a CPI da Covid não pode encerrar seus trabalhos sem ouvir novamente o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. No entanto, como ele foi infectado pelo novo coronavírus, a comissão vai esperar a quarentena de 14 dias para decidir a data da terceira oitiva do ministro.

"Não podemos encerrar, e olha que eu quero encerrar, estava pronto para apresentar nessa quinta-feira, antes de ouvir o ministro Queiroga", afirmou Renan.

Em viagem aos Estados Unidos, para acompanhar o presidente Jair Bolsonaro, Queiroga teve o resultado positivo de seu teste para detectar a Covid-19. O resultado saiu após o ministro ter feito gesto ofensivo contra manifestantes contrários ao governo.

Renan também disse que será preciso ouvir o empresário bolsonarista Luciano Hang.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos