Relator flexibiliza ainda mais as condições para aposentadoria rural em texto final

Deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), relator da reforma da Previdência, durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto. 18/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O relator da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), flexibilizou ainda mais as condições para aposentadoria dos trabalhadores rurais da economia familiar nesta quarta-feira, diminuindo a idade mínima para a concessão do benefício a 57 anos para as mulheres, ante 60 anos antes.

Em outra frente, reduziu o tempo mínimo de contribuição para homens e mulheres para 15 anos, contra 20 anos em versão apresentada na véspera.

Na proposta original do governo, a aposentadoria rural tinha idade mínima de 65 anos para ambos os sexos, com tempo mínimo de contribuição de 25 anos.

(Por Marcela Ayres)