Relatora da CPI das Fake News critica veto de Bolsonaro ao revogar Lei de Segurança Nacional

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 13.02.2020 - A deputada federal Lidice da Mata (PSB-BA) durante entrevista à Folha. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 13.02.2020 - A deputada federal Lidice da Mata (PSB-BA) durante entrevista à Folha. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A deputada Lídice da Mata (PSB), relatora da CPMI das Fake News, diz não ter sido uma surpresa o veto do presidente Jair Bolsonaro ao trecho sobre o crime de comunicação enganosa em massa no projeto que revogou a Lei de Segurança Nacional.

Bolsonaro vetou parte do projeto aprovado no Congresso que pretendia punir quem espalhar ou promover fake news contra o processo eleitoral.

Segundo a relatora da CPI, que mira apoiadores do presidente e está parada desde o início da pandemia, Bolsonaro é um contumaz disseminador de fake news e, portanto, “não é surpresa que tenha vetado artigos que responsabilizam aqueles que insistentemente insuflam o ódio”.

"Liberdade de expressão com responsabilidade não pode ser jamais confundida com censura", afirma.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos