Relatório da CPI da Pandemia é entregue ao TCU e à Procuradoria da República no DF

·2 min de leitura
Registro da CPI da Pandemia (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Registro da CPI da Pandemia (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • O parecer da CPI da Pandemia foi recebido pelo TCU e também pela Procuradoria da República no DF

  • Renan Calheiros alfinetou o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira

  • O relatório já havia sido entregue ao PGR Augusto Aras

Os integrantes da CPI da Pandemia deram prosseguimento nesta quinta-feira (28) às entregas do relatório final aos órgãos que poderão dar continuidade às investigações realizadas pela comissão.

O parecer foi recebido pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e também pela Procuradoria da República no Distrito Federal. 

No TCU, os senadores foram recebidos pela ministra Ana Arraes e pelo ministro Bruno Dantas.

Dentre as apurações que poderão ter desdobramentos no Tribunal estão os casos da vacina Covaxin, da Precisa Medicamentos, da empresa de logística VTCLog e dos hospitais federais do Rio de Janeiro.

Depois da reunião, o relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL), alfinetou o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), que criticou o fato de a CPI pedir o indiciamento de deputados.

"Eu acho que o presidente da Câmara... Ele tem muita preocupação com o que pode vir de investigação, sobretudo em relação ao RP-9, que são emendas secretas que ele coordena e isso vai causar, talvez, o maior escândalo do Brasil", afirmou.

Além de Calheiros, participaram das entregas os senadores Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente, e Humberto Costa (PT-PE).

Já na Procuradoria, os casos que tratam de improbidade administrativa envolvendo pessoas físicas e jurídicas em primeira instância poderão ser aprofundados.

Atos supostamente praticados pelo ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde coronel Elcio Franco, por exemplo, estão incluídos na parte do relatório encaminhada ao órgão. Os fatos atribuídos ao ex-diretor de Logística da pasta Roberto Dias também fazem parte.

Relatório final da CPI da Pandemia já foi entregue ao PGR Augusto Aras

O relatório final da CPI da Pandemia foi entregue ao Procurador Geral da República, Augusto Aras, na quarta-feira (27). Cabe à PGR decidir sobre alguns pedidos de indiciamento que constam no documento aprovado pela comissão como o do presidente Jair Bolsonaro.

Aras se manifestou sobre o parecer. "Esta CPI já produziu resultados. Temos denúncias, ações penais, autoridades afastadas e muitas investigações em andamento e agora, com essas novas informações poderemos avançar na apuração em relação a autoridades com prerrogativa do foro nos tribunais superiores", destacou nas redes sociais.

Depois do encontro na Procuradoria, os parlamentares seguiram para o Supremo Tribunal Federal, para uma audiência com o ministro Alexandre de Moraes, e os integrantes da CPI conversaram com a imprensa.

O vice-presidente do colegiado, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), informou que os senadores irão aguardar até 30 dias para saber quais serão as iniciativas do PGR.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos