Relembre como o Brasil conquistou a Copa América 2019

A Seleção Brasileira conquistou a Copa América sediada no país em 2019 (MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

Realizada entre 14 de julho a 7 de julho de 2019, a Copa América, oficialmente chamada de “CONMEBOL Copa América Brasil 2019”, foi a 46.ª edição da competição, que é o principal torneio de futebol masculino entre as seleções da América do Sul. Realizada a cada dois anos, reúne times de rivalidade histórica, como Brasil e Argentina, e promove o encontro de craques sul-americanos defendendo seus países aqui no continente – já que muitos moram no exterior.

Já está seguindo o Yahoo Esportes no Instagram? Clique aqui! 

Organizado pela CONMEBOL (Confederação Sul-Americana de Futebol), o torneio deste ano teve o Brasil como sede este ano, que dividiu os jogos entre seus principais estádios pelo país, muitos usados na Copa de 2014. A edição 2019 teve a participação das dez seleções sul-americanas: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, além das seleções do Japão e do Qatar como convidadas. A Seleção Brasileira conquistou a Copa América 2019, depois de uma fila de 11 anos. Foi a nova vez que o Brasil conquistou a Copa América – o Brasil já tinha ganhado em 1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004 e 2007. Relembre a trajetória da Seleção Brasileira na Copa América 2019.

Leia também

Neymar foi cortado por contusão 

Ainda em 17 de maio, o técnico Tite anunciou os 23 jogadores convocados para a Copa América 2019. O jogador Neymar chegou a se juntar ao grupo nos treinamentos, mas poucos dias antes de iniciar a competição, em 6 de junho, ele teve uma lesão e ficou fora do torneio. Em seu lugar, Tite convocou Willian. A Seleção Brasileira ao final contou com: Alisson, Cássio e Ederson (goleiros); Thiago Silva, Miranda Marquinhos, Felipe Luís, Alex Sandro, Daniel Alves, Éder Militão e Fagner (defesa); Casemiro, Arthur, Willian, Philippe Coutinho, Allan, Fernandinho e Lucas Paquetá (meio) e no ataque, Gabriel Jesus, Everton, Roberto Firmino, David Neres e Richarlison.

Primeira fase com goleadas e empate nas quartas 

O Brasil começou a competição no Grupo A, junto com Venezuela, Peru e Bolívia, tendo ganhado dois jogos (3x0 contra a Bolívia e 5x0 contra o Peru) e empatado (com a Venezuela) um nessa fase. Já nas Quartas de Final, a Seleção Brasileira empatou com o Paraguai, mas como tinha mais pontos seguiu para a Semifinal.

Argentina e Peru foram as vítimas na semi e na final 

A Semifinal foi um jogo emocionante contra a Argentina de Messi. Este talvez tenha sido o jogo mais desafiador da competição para o time brasileiro, com direito a várias reclamações de Messi após a partida. O Brasil saiu vitorioso, com 2x0 e partiu para a grande Final, contra o Peru (que surpreendeu e venceu o Chile na outra Semifinal). A final, realizada em 7 de julho, no Estádio do Maracanã contra o Peru reuniu o maior público da competição (mais de 58 mil pessoas) e foi um jogo bem acirrado, no qual a Seleção venceu por 3 x 1, com gols de Everton, Gabriel Jesus e Richarlison pelo Brasil e Guerrero para o Peru, de pênalti. 

O Peru teve o seu melhor desempenho desde a última vez que chegou à final do torneio, em 1975. As seleções da Argentina e do Chile conquistaram o terceiro e quarto lugar, respectivamente, após definição na partida realizada em São Paulo. Os jogadores brasileiros levaram também os principais prêmios do torneio: Daniel Alves foi o Bola de Ouro, Everton o Chuteira de Ouro e Alisson o Luva de Ouro.