Relembre dez sucessos de Marília Mendonça, que morreu aos 26 anos

·4 min de leitura
***ARQUIVO***BAURU, SP, 24.11.2017 - Show da cantora Marília Mendonça na cidade de Bauru, no interior paulista. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO***BAURU, SP, 24.11.2017 - Show da cantora Marília Mendonça na cidade de Bauru, no interior paulista. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Marília Mendonça morreu nesta sexta (5), aos 26 anos. Ela foi vítima fatal de um acidente de avião na serra em Piedade de Caratinga, cidade a cerca de 300 quilômetros de Belo Horizonte (MG).

Marília Mendonça foi uma das vozes que ditou os rumos da indústria musical brasileira nos últimos anos. A cantora, que quebrou recordes e emplacou diversos hits, foi um refresco para o sertanejo, que quase sempre foi dominado por homens. Foi ela quem encabeçou o "feminejo", movimento feito por cantoras para falar sobre a importância da presença de mulheres e empoderamento feminino na música sertaneja.

Ao lado de nomes como Simone e Simaria e da dupla Maiara e Maraísa, com quem lançou seu último projeto chamado "Patroas", Mendonça se consagrou como a rainha da sofrência ao cantar sobre homens infiéis, as dificuldades de ser amante e que todo mundo vai sofrer por amor.

Confira algumas das músicas mais importantes da trajetória de Mendonça.

Alô Porteiro

Um dos primeiros sucessos da cantora, a canção está em seu primeiro álbum, "Marília Mendonça Ao Vivo", de 2016. Retrata a história de uma mulher "carinhosa e fiel" que ligou para o porteiro para avisar que o namorado estava proibido de entrar no prédio em que mora, após descobrir uma traição.

Amante Não tem Lar

A música foi explicada pela cantora em seu perfil no Twitter como sendo um alento às mulheres que se encontram nessa situação em um relacionamento. A cantora afirma que boa parte do público acha que as amantes "não merecem feliz dia das mulheres, mas os maridos merecem perdão". Ela completa comentando que a música é um retrato de como as mulheres se sentem nestes casos.

De Quem É a Culpa

Segundo ela, foi inspirada em uma experiência própria. Na letra, Mendonça busca um culpado por um relacionamento que não deu certo. Lançada em 2017, a música é até hoje uma das mais queridas pelos fãs.

Esqueça-me Se For Capaz

A canção faz parte do álbum "Patroas 35%'', lançado há alguns meses –o disco foi feito em parceria com a dupla Maiara e Maraisa e tinha turnê marcada para 2022. As três cantoras foram algumas das mais importantes para o movimento feminejo, iniciado em 2010, que pedia por mais espaço para mulheres no cenário sertanejo. Naiara Azevedo, Yasmin Santos e Simone e Simaria são outros nomes importantes para o movimento.

Estranho

Parte do projeto "Agora É que São Elas 2", álbum colaborativo ao vivo lançado em 2018 com a dupla Maiara e Maraisa, a canção é outra em que Mendonça retrata o fim de um relacionamento. "Minha mão já não tá mais na sua/ A gente anda pela rua separados/ Nem parecemos namorados", canta ela.

Eu Sei de Cor

Primeira faixa do DVD "Realidade", lançada em 2016, a faixa surgiu depois de Mendonça ter uma discussão com o namorado da época. O clipe da apresentação ao vivo já contabiliza cerca de 510 milhões de visualizações no YouTube.

A Flor e o Beija Flor

Uma das primeiras faixas que fez Mendonça ganhar visibilidade no sertanejo foi "A Flor e o Beija-Flor", parceria com a dupla Henrique e Juliano e que tem composição da própria cantora.

Infiel

Considerada uma de suas maiores sofrências, "Infiel" foi a segunda música mais ouvida nas rádios brasileiras em 2017. A letra, que fala sobre um homem traidor, tocou na ferida até de quem não estava sendo traído.

Some que Ele Vem Atrás

Mais uma parceria da cantora, agora com Anitta, mostra a versatilidade de repertório que Mendonça tinha à sua disposição. Além de Anitta, Mendonça coleciona participações com artistas de outros ritmos, como o rapper Xamã e o funk melódico de Gaab.

Supera

Sempre próxima dos fãs, a cantora costumava usar suas letras para dar alguns conselhos aos ouvintes. Ela faz isso em "Supera", música em que Marília suplica para a amiga deixar de sofrer por amor.

Todo Mundo Vai Sofrer

A música está presente no álbum "Todos os Cantos". Na época em que o disco foi feito, Mendonça viajou pelo Brasil cantando seus hits. O clipe de "Todo Mundo Vai Sofrer" tem quase 400 milhões de visualizações no YouTube. Aqui, Mendonça se consagrou como a rainha da sofrência ao cantar que "ninguém vai sofrer sozinho, todo mundo vai sofrer".​

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos