Relembre as internações de Bolsonaro desde que foi ferido a facada

O ex-presidente Jair Bolsonaro foi internado no hospital AdventHealth Celebration, em Orlando, na Flórida (EUA) nesta segunda-feira. Ele alegou sentir fortes dores abdominais. Desde setembro de 2018, quando foi ferido a facada, Bolsonaro já passou por unidades de saúde por pelo menos seis vezes.

PF desmentiu: É #FAKE que idosa tenha morrido entre presos por ato terrorista em Brasília

Caça ao tesouro: Dezenas de civis procuram espólio supostamente escondido por nazistas na Holanda

A última internação do ex-presidente ocorreu em 28 de março de 2022. Na ocasião, ele passou um dia internado após sentir um desconforto abdominal. Havia a suspeita de uma nova obstrução intestinal, mas o quadro não se confirmou.

Em janeiro de 2022, Bolsonaro ficou dois dias no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, por causa de uma obstrução no intestino. À época, o médico-cirurgião que o acompanha desde que foi ferido, Antônio Luiz Macedo, afirmou que o quadro foi ocasionado por um "camarão não mastigado".

No mês de julho de 2021, após um soluço insistente que durou 11 dias, o ex-presidente realizou exames no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, e foi constatada uma obstrução intestinal. Ele foi transferido para o Vila Nova Star. Na ocasião, ele passou oito dias internado.

Em 25 de setembro de 2020, Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia para a retirada de um cálculo na bexiga, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Ele recebeu alta médica no dia seguinte.

No primeiro ano de seu governo, em 8 de setembro de 2019, o ex-presidente foi submetido a uma cirurgia para a correção de uma hérnia incisional — a condição foi uma decorrência de sucessivos procedimentos na região do abdômen. O procedimento ocorreu no Vila Nova Star. Bolsonaro deixou o hospital oito dias depois.

Também em 2019, Bolsonaro passou por uma cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia que usava desde que fora esfaqueado. O procedimento ocorreu em 28 de janeiro, seu primeiro mês de governo, no Albert Einstein, e durou cerca de sete horas.