Religioso indiano mantém braço levantado há 45 anos

·1 min de leitura
Amar não abaixa o braço desde a década de 70 - Foto: Reprodução/Twitter
Amar não abaixa o braço desde a década de 70 - Foto: Reprodução/Twitter
  • Amar decidiu levantar o braço e nunca mais abaixá-lo na década de 70

  • Ele é um religioso que explicou que luta pela paz mundial

  • O órgão atrofiou após tantos anos levantado

Um homem indiano está com o braço direito levantado há 45 anos. Seu nome é Amar Bharati e o motivo dessa façanha é religioso.

Amar é um sadhu, pessoas consideradas sagradas pelos hindus e capazes de suportar os maiores desafios. Foi ele próprio quem se colocou a tarefa de nunca mais abaixar o braço.

O rapaz vivia uma vida “comum” como funcionário de banco na década de 70. Casado e pai de três filhos, decidiu abandonar tudo para se dedicar á religião.

Ao contrário de outros sadhus, que permanecem o resto da vida com uma das pernas dobradas, Amar decidiu erguer o braço direito e nunca mais abaixá-lo.

O sacrifício, segundo o próprio, é em nome da paz. “Eu não peço muito. Por que lutamos entre nós, por que existe tanto ódio e inimizade entre nós? Eu quero que todos os indianos vivam em paz. Quero que o mundo inteiro viva em paz", declarou, segundo o site Unilad.

Braço atrofiou

O próprio Amar relatou que a tarefa foi complicada no início. Foram dois anos de muitas dores, mas, aos poucos, o corpo acostumou-se com a nova posição.

O rapaz perdeu qualquer sensibilidade no órgão, que atrofiou. Atualmente, mesmo que quisesse, ele não conseguiria abaixar o braço, por causa dos danos causados pela posição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos