Renan avalia incluir senador da própria CPI em seu relatório final

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 12.08.2021 - O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 12.08.2021 - O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Durante sessão da CPI da Covid, nesta quarta-feira (22), o relator Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou que vai avaliar a inclusão em seu relatório final do senador Luis Carlos Heinze (PP-RS), por propagar informações falsas.

A informação foi divulgada durante fala de Heinze, que novamente defendeu medicamentos sem eficácia comprovada para o tratamento da Covid-19, como a hidroxicloroquina.

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) então sugeriu incluir o seu colega da comissão, não como indiciado, mas como uma menção por ser um dos "grandes propagadores de informação enganosa". A proposta ganhou o apoio do vice-presidente Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Renan confirmou que vai avaliar a sugestão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos