Renan Dal Zotto recebe alta após 36 dias internado por causa da Covid

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO: Técnico da seleção brasileira de vôlei masculino Renan Dal Zotto. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO: Técnico da seleção brasileira de vôlei masculino Renan Dal Zotto. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Renan Dal Zotto, 60, recebeu alta nesta sexta-feira (21) e já está em casa após ficar 36 dias internado no Hospital Samaritano Botafogo devido à Covid-19. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

"Renan está bem, com a família, e seguirá fazendo fisioterapia respiratória e motora enquanto já acompanha, de maneira remota e dentro da limitação indicada, o dia a dia da seleção na disputa da Liga das Nações", diz a nota da CBV (Confederação Brasileira de Voleibol). 

Leia também:

Internado desde 16 de abril, três dias após ter recebido o diagnóstico de infecção pelo coronavírus, Renan foi intubado por via oral em 19 de abril e extubado no dia 24. Um dia depois, porém, teve piora no quadro e precisou voltar para a ventilação mecânica. 

No boletim médico do dia 7 de maio, a CBV informou que ele havia passado por uma traqueostomia e se recuperava bem, sem febre, lúcido e com períodos cada vez maiores fora da ventilação mecânica. 

Além da Covid-19, Renan teve pneumonia bacteriana e foi submetido a uma cirurgia vascular por causa de uma trombose desde que foi hospitalizado. 

Renan se infectou no início da preparação da seleção brasileira para a Liga das Nações, que começará na semana que vem, na Itália. 

O comandante durante a competição será o auxiliar Carlos Schwanke. Ele também estará à frente do Brasil nos amistosos contra a Venezuela antes do embarque para a Liga das Nações, nesta sexta-feira (21), sábado (22) e domingo (23), este último no mesmo dia da viagem para a Itália. 

A primeira competição de seleções desde o início da pandemia será disputada em Rimini, com os torneios masculino e feminino no mesmo local até o fim de junho. 

As partidas diante dos venezuelanos, classificados para a Olimpíada de Tóquio, serão realizadas na Arena Carioca 3, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, com portões fechados. 

Ainda não há informações sobre a possibilidade da volta de Renan para o comando da seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, com início marcado para 23 de julho. 

PROGRAMAÇÃO DOS AMISTOSOS 

21.mai - Brasil x Venezuela, às 19h (SporTV 2) 

22.mai - Brasil x Venezuela, às 17h (SporTV 2) 

23.mai - Brasil x Venezuela, às 10h05 (SporTV 2 e Globo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos