Renan incluirá em relatório da CPI da Covid mudança em lei para evitar disparos de fake news

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***BRASILIA, DF,  BRASIL,  19-08-2021,  O senador Renan Calheiros (MDB-AL).  (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, BRASIL, 19-08-2021, O senador Renan Calheiros (MDB-AL). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, vai incluir no seu relatório dispositivos para aprimorar a lei e coibir disparos de fake news, além da existência de perfis falsos e robôs nas redes.

Ainda não foi definida qual será exatamente a mudança na legislação, mas é certo que o parecer abordará o tema. A expectativa na CPI é que o parlamentar entregue o relatório nos dias 6 ou 7 de outubro. O prazo só será estendido se houver alguma nova informação relevante que surja dos depoimentos à comissão.

Renan também recebeu sugestões e avalia incluir algum tipo de punição civil a quem se recusar a tomar vacina contra a Covid-19 em caso de ter imunizantes disponíveis.

A ideia seria aplicar uma multa, por exemplo, como ocorre com quem deixa de votar nas eleições. O relator ainda não decidiu se incluirá esse dispositivo no relatório.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos