Renan vira réu na Lava Jato pela primeira vez

Renan Calheiros no Senado

BRASÍLIA (Reuters) - A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira tornar réu o senador e ex-presidente do Senado Renan Calheiros (MDB-AL) por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela primeira vez no âmbito da operação Lava Jato.

Os ministros do colegiado, por 3 votos a 2, aceitaram parcialmente a acusação criminal da Procuradoria-Geral da República segundo a qual Renan recebeu doações partidárias por meio de uma empresa com o objetivo de manter o então presidente da Transpetro, Sergio Machado, no cargo. As doações eram propina disfarçada, segundo a PGR. O senador é alvo de outras investigações na Lava Jato no Supremo

A defesa de Renan negou, durante o julgamento, que ele tenha cometido crimes. Agora réu, o senador responderá a processo neste caso.


(Reportagem de Ricardo Brito)