Renata Regina se diz única candidata de esquerda e critica Zema e Kalil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - A pré-candidata ao Governo de Minas Gerais Renata Regina (PCB) fez críticas ao atual governador Romeu Zema (Novo) e a Alexandre Kalil (PSD), favoritos nas pesquisas de intenção de voto. Em sabatina do jornal Folha de S.Paulo e do UOL nesta sexta-feira (13), ela afirmou ser a única proposta de esquerda no estado e disse desaprovar o apoio de setores da esquerda à candidatura de Kalil.

No cenário nacional, Renata também se disse contrária à frente ampla de centro-esquerda liderada pelo PT. Segundo ela, é inaceitável construir alianças com setores da direita que ela considera serem contrários às pautas dos trabalhadores.

"Nós não temos condições de participar de uma frente amplíssima, chamando Geraldo Alckmin, que é um inimigo da classe trabalhadora. Por isso que a gente entende a necessidade de apresentar uma candidatura de esquerda de fato, com a camarada Sofia Manzano."

Questionada sobre a polarização entre Lula e Bolsonaro, acerca de qual deles traria mais riscos à democracia, a candidata do PCB disse que os ataques à democracia começaram ainda nos governos do PT.

"A gente está muito cansado de ter que seguir por essa caminho de escolher qual é o menos pior, qual é o menos prejudicial. A gente entende que o PT talvez seja menos pior, mas independente de qual for o resultado eleitoral, a gente vai continuar nas ruas fazendo essa defesa intransigente da democracia."

De acordo com Renata, o governo de Romeu Zema é ultraliberal e está facilitando os processos de privatização das estatais mineiras.

"Estamos abrindo mão de todos esses recursos que estão sendo deixados para a iniciativa privada. A gente não pode deixar que a principal fonte de arrecadação de receita do estado seja a exportação de commodities. A gente precisa ter um parque tecnológico e precisamos investir em educação."

Renata também disse ser contrária ao licenciamento da mineração na Serra do Curral, concedido pelo governo estadual à mineradora Tamisa no dia 30 de abril.

SABATINAS CONFIRMADAS NO RJ

16.mai

10h - Felipe Santa Cruz (PSD) - 16/5 - 10h

18.mai

10h - Rodrigo Neves (PDT)

16h - Anthony Garotinho (União Brasil)

19.mai

10h - Eduardo Serra (PCB) ​

20.mai

10h - Marcelo Freixo (PSB)

16h - Cláudio Castro

DEMAIS SABATINAS

Semana de 23/5 - BA

Semana de 30/5 - PR

Semana de 6/6 - RS

Semana de 13/6 - PE

Semana de 20/6 - CE

DEBATES COM CANDIDATOS AO GOVERNO DE SP

1º turno - 19/9, às 10h

2º turno - 20/10, às 10h

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos