Renata Silveira celebra narração na Copa e diverte na web com dancinha, cochilho pré-jogo e mais

Renata Silveira está fazendo história na Copa do Mundo do Catar por ter se tornado a primeira narradora na TV aberta. E a jornalista celebra o feito, mas sem querer ser a única no posto. "Conseguimos, chegamos, que vitória. Hoje, mais uma vez, por todas. A porta esta aberta, mulherada", escreveu em uma das publicações no Instagram.

Com 33 anos, a carioca nascida e criada em Ramos, na Zona Norte, está vivendo um sonho. Tem acumulado elogios daqueles que madrugavam com ela para os primeiros jogos do dia. Na web, tem destacado momentos para não se esquecer jamais, como quando narrou o primeiro gol da Copa. O de pênalti, da Alemanha contra o Japão.

"Saiu o primeiro gol, na verdade foram logo 3. Mas o primeiro sempre é especial (Alemanha 1x0 Japão). E olha que legal, em 2014, o meu primeiro gol narrado naquela copa também foi de pênalti e também deu zebra (Costa Rica 3x1 Uruguai). E a zebra dessa vez foi o Japão que venceu a Alemanha por 2x1", escreveu.

Em seu perfil, Renata também compartilha curiosidades dos bastidores e diverte com momentos inusitados. Para narrar os jogos que começavam às 7h, ela chegava aos Estúdios Globo em Curicica, na Zona Oeste, às 4h. Imagine a hora que ela precisava acordar. Já era de se esperar que um cochilo durante a maquiagem caísse bem.

"Isso a Globo não mostra! Acordar 4 da manhã não é fácil. Durante a make sempre rola um cochilo", escreveu Renata, que recebeu comentários divertidos do ator Lúcio Mauro Filho, além dos colegas de transmissão, Rycharlison e Formiga.

Formada em Educação Física, a narradora é dona de uma academia de dança em Bonsucesso. Não dá mais aulas por lá, mas os passos de balé que sabe desde criança e o gingado que adqiruiu ao longo da vida lhe rendem boas dancinhas nos intervalosd os estúdios. Na vitória do jogo do Brasil, por exemplo, Renata colocou a equipe inteira para fazer a "Dança do pombo", de Richarlison. Na vitória contra a Suíça, foi na sua academia de dança que ela aproveitou passinhos divertidos.

Casada desde 2018 e mãe de um filho, os homens da vida de Renata também apoiam e celebram cada conquista da jornalista. Leandro, o marido, vira e mexe publica um registro da amada no trabalho. Quando ela foi contratada pela Globo, por exemplo, não economizou no textão emocionado.

"Hoje é um dia muito especial, daqueles que não acontecem sempre e nem por acaso! Foi sim uma surpresa, mas fruto de um trabalho maravilhoso e dedicado. Sempre disposta pra qualquer escala. Foram muitas madrugadas de sono 'perdidas', muito estudo e determinação! Que muitas mulheres se inspirem em você e busquem seus espaços e reconhecimentos... Renata, você é uma mulher maravilhosa, uma esposa incrível, uma mãe sensacional e uma narradora foda! Seu trabalho foi visto, e você está onde você merece estar", escreveu Leandro em dezembro de 2020.

O filho único, de apenas nove anos, também se diverte. Ao conhecer ídolos do Flamengo em um jogo, celebrou com vários registros na web e também comentou:

"Um dia especial também porque a minha mãe narrou o jogo do Flamengo pela primeira vez", escreveu Bernardo em junho deste ano.

Com o fim dos jogos matutinos na Copa, Renata Silveira passa a integrar a equipe de narração da web do Grupo Globo, nos jogos transmitidos pelo GE.

"Bonde das 5h! Essa galera madrugou nos últimos dias e entregou muito! Orgulho e gratidão por ter tanta gente talentosa em volta", escreveu.