Renata Vasconcellos se emociona no 'Jornal Nacional': "Estamos aqui por você"

·2 minuto de leitura
Renata Vasconcellos se emociona ao lançar campanha do jornalismo da Globo (reprodução / TV Globo)
Renata Vasconcellos se emociona ao lançar campanha do jornalismo da Globo (reprodução / TV Globo)

Renata Vasconcellos se emocionou no final do 'Jornal Nacional' nesta quinta-feira (10). A âncora do jornalisítico encerrou o anúncio da nova campanha instituicional do jornalismo do grupo Globo, que foi ao ar em primeira mão no programa. 

"A partir de hoje filmes como esse vão mostrar que nós, jonralistas, damos notícias que nós próprios vivenciamos. Somos jornalistas e estamos aqui por você. Pelo nosso país. Cada um de nós. Essa é a nossa missão. É como podemos ajudar", afirmou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

William Bonner, seu companheiro de bancada, fez o anúncio dos novos filmes. “Nos intervalos da programação, a Globo vai dividir com você alguns momentos de intimidade de nós jornalistas. Algumas conversas que tivemos fora do ar, longe dos olhos ou ouvidos do público que acompanha as notícias na Globo, G1, CBN, O globo, Extra e Valor”, disse o jornalista antes do novo vídeo entrar no ar.

O âncora completou: "Você vai ouvir mensagens de áudio de celular que trocamos com parentes nossos, com as nossas famílias. O motivo dessa iniciativa é desfazer uma deia equivocada que esses dias tão difíceis ajudaram a criar na imaginação de muita gente. Desde o início da pandemia, nós, jornalistas, nunca deixamos de trabalhar. Assim como outras categorias profissionais como as da saúde, em primeiríssimo lugar", lembrou.

Bonner terminou o texto exaltando a responsabilidade que o profissional carrega: "A nossa também não poderia fazer isso. Nós tivemos que tomar todo o cuidado para manter você informado sobre os fatos e protegido das fakenews. mas acontece que como outras categorias, o dever profissional não nos afastou dos medos, das angustias. Jornalista trabalha firme, mergulha na notícia, cumpre o dever de informar. Jornalista pode até passar uma imagem de que faz isso com facilidade, como se fosse invecível. Sem medo de adoecer, sem cansaço, sem saudade. Mas não."

A campanha ressalta a importância do jornalismo profissional, que vem sendo atacado constantemente pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) e seus apoiadores. "A explosão de casos está associada à sistemática ação do presidente da República, Jair Bolsonaro, para descredibilizar a imprensa e à ação de seus apoiadores contra veículos de comunicação social e contra os jornalistas. Ela começou em 2019 e agravou-se em 2020, quando a cobertura jornalística da pandemia provocada pelo novo coronavírus foi pretexto para dezenas de ataques do presidente e dos que o seguiram na negação da crise sanitária", afirma o levantamento da Fenaj divulgado em janeiro de 2021.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos