Renato desiste de matar família de José Leôncio e é humilhado pelo pai em "Pantanal"

Renato em
Renato em "Pantanal" (Globo/João Miguel Júnior)

Renato (Gabriel Santana) está fazendo de tudo para conquistar o afeto e admiração de Tenório (Murilo Benício) em "Pantanal". A situação, entretanto, vai mudar quando o jovem desistir de ajudar o jagunço Solano (Rafa Sieg) a matar a família de José Leôncio (Marcos Palmeira).

Inicialmente, Renato aceita fazer parte dos planos e parece animado com a matança. Aos poucos, entretanto, ele cai em si e entende o peso do que está fazendo. "Tenho pensado em tirar a vida de uma pessoa... Ou de três. Eu não acho que isso pode ser bom", diz ele. "Não é questão de ser bom... É questão de necessidade. De que lado você está nessa história toda? É bom que você pare de fraquejar", dispara Tenório, cruel.

"Eu não quero entrar nessa, pai... E você também deveria parar enquanto é tempo", encerra Renato, finalmente entendendo que o grileiro está além de qualquer salvação.

Extermínio

A chegada de Solano (Rafael Sieg) em "Pantanal" marca o início de uma nova fase da trama comandada por Bruno Luperi. O jagunço foi contratado por Tenório (Murilo Benício) para dar cabo de sua vingança, e irá atrás da família de José Leôncio (Marcos Palmeira) de forma cruel.

O primeiro a ser atingido será José Lucas (Irandhir Santos), que será baleado pelo assassino. Por sorte, o Velho do Rio (Osmar Prado) vai intervir e salvar o neto da morte. Tenório instruiu que a matança deve começar pelos filhos de José Leôncio (José Lucas, Jove e Tadeu), culminando com a morte do fazendeiro, de Maria Bruaca (Isabel Teixeira) e Alcides (Juliano Cazarré).

A empreitada, entretanto, não será fácil. Solano deixará claro que matar Bruaca e Alcides pode ser mais fácil do que parece, mas o trio de filhos e o patriarca José Leôncio sabem se defender sozinhos e são bons com armas. Irritado, o grileiro dirá que o trabalho já foi pago, e que não aceitará não como resposta.