Repatriados turistas alemães feridos em acidente na ilha da Madeira

Um avião da Força Aérea Alemã espera no aeroporto de Funchal, em 20 de abril de 2019, para repatriar turistas feridos em um acidente de ônibus na ilha da Madeira

Um grupo de turistas alemães feridos em um acidente de ônibus na ilha da Madeira foi repatriado neste sábado (20), em um avião médico alemão.

O acidente deixou 29 mortos.

O Airbus A310 da Força Aérea decolou do aeroporto Cristiano Ronaldo de Funchal pouco depois do meio-dia (8h em Brasília).

Outro turista alemão ferido já havia sido removido na sexta-feira, informaram fontes do hospital de Funchal, a capital regional.

Ainda resta um ferido, que não está em condições de viajar, completou a mesma fonte.

A aeronave deve voltar para Colônia, de onde partiu de madrugada, disse o responsável na área de Saúde do governo regional da Madeira, Pedro Ramos, à imprensa, no aeroporto.

O acidente aconteceu na quarta-feira à noite, quando o ônibus saiu da estrada e despencou de uma altura de cerca de dez metros até cair sobre uma casa na localidade de Caniço. O grupo estava indo jantar.

As vítimas fatais foram 17 mulheres e 12 homens, com idades entre 40 e 60 anos. O acidente também deixou 27 feridos, entre eles 25 alemães e dois portugueses - o motorista e a guia turística.

No ano passado, a ilha atlântica da Madeira recebeu 1,6 milhão de turistas estrangeiros. Pelo menos 328 mil são alemães, a primeira nacionalidade da lista, praticamente empatados com os britânicos.