REPERCUSSÃO-Líderes globais condenam ataque às sedes dos Três Poderes em Brasília

Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro em cima do prédio do Congresso Nacional em Brasília após invadirem a sede do Legislativo

(Reuters) - Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiram neste domingo o Supremo Tribunal Federal (STF), o prédio do Congresso Nacional e cercaram o Palácio do Planalto em Brasília.

Acompanhe as reações de líderes mundiais:

SECRETÁRIO DE ESTADO DOS ESTADOS UNIDOS, ANTONY BLINKEN

"Condenamos os ataques à Presidência, ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal hoje. Usar a violência para atacar instituições democráticas é sempre inaceitável. Nos juntamos a @lulaoficial para pedir o fim imediato dessas ações."

PRESIDENTE DO MÉXICO, ANDRÉS MANUEL LÓPEZ OBRADOR

"A tentativa de golpe dos conservadores brasileiros incentivados pelas lideranças do poder oligárquico, seus porta-vozes e fanáticos, é condenável e antidemocrática. Lula não está sozinho, tem o apoio das forças progressistas de seu país, do México, do continente americano e o mundo."

CONSELHEIRO DE SEGURANÇA NACIONAL DA CASA BRANCA, JAKE SULLIVAN

"Os Estados Unidos condenam qualquer esforço para minar a democracia no Brasil. O presidente Biden está acompanhando a situação de perto e nosso apoio às instituições democráticas do Brasil é inabalável. A democracia do Brasil não será abalada pela violência."

SECRETÁRIO-GERAL DA ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS, LUIS ALMAGRO

"Condenamos o ataque às instituições em Brasília, que constitui uma ação condenável e um ataque direto à democracia. Essas ações são indesculpáveis e de natureza fascista."

CHEFE DE POLÍTICA EXTERNA DA UNIÃO EUROPEIA, JOSEP BORRELL

"Consternado com os atos de violência e com a ocupação ilegal da Praça dos Três Poderes de Brasília por extremistas violentos hoje. Total apoio a Lula e seu governo, ao Congresso e ao Supremo Tribunal Federal. A democracia brasileira derrotará a violência e o extremismo."

MINISTRO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS DE PORTUGAL, JOÃO GOMES CRAVINHO

"Sem dúvida, o ex-presidente Bolsonaro tem responsabilidade. Sua voz é ouvida por esses manifestantes antidemocráticos. Seria muito importante se ele tivesse uma mensagem de condenação diante da desordem que está acontecendo atualmente em Brasília."

PRESIDENTE DO CHILE, GABRIEL BORIC

"O governo brasileiro tem todo o nosso apoio diante desse ataque covarde e vil à democracia."

PRESIDENTE DA COLÔMBIA, GUSTAVO PETRO

"Toda minha solidariedade a @LulaOficial e ao povo do Brasil. O fascismo decide atacar... É hora urgente da reunião da OEA (Organização dos Estados Americanos) se ela quiser seguir viva como instituição."

PRESIDENTE DA ARGENTINA, ALBERTO FERNÁNDEZ

"Quero expressar meu repúdio ao que está acontecendo em Brasília. Meu apoio incondicional e do povo argentino a @LulaOficial diante dessa tentativa de golpe que ele está enfrentando."

PRESIDENTE DA FRANÇA, EMMANUEL MACRON

"A vontade do povo brasileiro e das instituições democráticas deve ser respeitada! O presidente @LulaOficial pode contar com o apoio inabalável da França."

EMBAIXADORA DO REINO UNIDO NO BRASIL, STEPHANIE AL-QAQ

"Condenamos as violentas cenas de ataque às instituições hoje em Brasília. Reafirmamos nossa confiança na força da democracia do Brasil e no bom funcionamento de seu processo democrático."

PRESIDENTE DA VENEZUELA, NICOLÁS MADURO

"Rejeitamos categoricamente a violência gerada pelos grupos neofascistas de Bolsonaro que têm atacado as instituições democráticas do Brasil. Nosso apoio a @LulaOficial e ao povo brasileiro que com certeza se mobilizará em defesa da paz e de seu presidente."

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES DO URUGUAI

"O Uruguai condena os episódios de violência contra as instituições no Brasil e pede respeito ao Estado de Direito, à democracia e ao seu governo."

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES DO PERU

"O governo do Peru condena energicamente o ataque à sede do Congresso, à Presidência e ao Supremo Tribunal Federal e qualquer tentativa de desconsiderar a legitimidade das eleições de outubro de 2022. Nossa solidariedade ao presidente Lula e à democracia brasileira."

PRESIDENTE DO EQUADOR, GUILLERMO LASSO

"Condeno as ações de desrespeito e vandalismo perpetradas contra as instituições democráticas de Brasília, elas atentam contra a ordem democrática e a segurança cidadã. Manifesto o meu apoio e o do meu governo ao regime legalmente constituído de @LulaOficial."

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES DA BOLÍVIA

"Rejeitamos as ações violentas das últimas horas contra as instituições democráticas da República Federativa do Brasil e reiteramos nosso apoio aos nossos irmãos no Brasil e ao seu presidente Lula da Silva, eleito democraticamente nas urnas."

PRIMEIRO-MINISTRO DA ESPANHA, PEDRO SÁNCHEZ

"Todo meu apoio ao presidente @LulaOficial e às instituições eleitas livre e democraticamente pelo povo brasileiro. Condenamos categoricamente o ataque ao Congresso brasileiro e pedimos o retorno imediato à normalidade democrática."

PRESIDENTE DE CUBA, MIGUEL DÍAZ-CANEL

"Condenamos veementemente os atos violentos e antidemocráticos no Brasil, com o objetivo de gerar caos e desrespeitar a vontade popular que resultou na eleição do presidente Lula."

(Compilado por Julia Symmes Cobb e Gabriel Araújo)