Repórter da Globo sofre assédio ao tentar gravar antes de jogo da Copa

Momento em que torcedor tenta beijar Julia Guimarães (Reprodução)

Na manhã deste domingo (24), em Ecaterimburgo, a repórter do grupo Globo Julia Guimarães sofreu uma tentativa de assédio que foi registrada pelo câmera de sua equipe antes da partida entre Japão e Senegal.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

No vídeo, postado pelo Globo Esporte, um torcedor tenta beijar a repórter enquanto ela se prepara para gravar uma passagem, mas Guimarães é mais rápida e consegue se esquivar. Em inglês, Julia deu uma bronca no torcedor, falando que aquilo era errado e que ele não deveria tratar uma mulher assim.

No Twitter, Julia lamentou a situação: “É difícil encontrar palavras… Por sorte, nunca vivi isso no Brasil! Aqui já aconteceu por duas vezes. Triste! Vergonhoso!”. Ao site do grupo Globo, ela detalhou que a primeira vez aconteceu antes da partida entre Rússia e Egito, na última terça (19).

Leia mais:
Veja a nossa página especial de Copa
– Repórter de TV alemã sofre assédio ao vivo durante a Copa do Mundo
– Empresa aérea demite funcionário que gravou vídeo assediando russas

Está longe de ser o primeiro caso de assédio registrado durante o Mundial. Além dos vídeos de torcedores brasileiros forçando mulheres a falar sobre seus órgãos genitais ou sobre sexo, um argentino foi vetado de entrar em jogos pelo mesmo motivo e uma repórter de uma TV alemã foi apalpada por um torcedor.