Repórter sofre ameaças após reportagem sobre esquema de fake news pró Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Repórter desvendou como usuários de uma rede social se organizam para produzir fake news. (Foto: Getty Creative).
Repórter desvendou como usuários de uma rede social se organizam para produzir fake news. (Foto: Getty Creative).

O jornalista Lucas Neiva, do "Congresso em Foco", foi alvo de ameaças de morte neste sábado (4), após publicar uma reportagem de sua autoria em que revela esquema de produção de fake news a favor do presidente Jair Bolsonaro (PL).

De acordo com o "Congresso em Foco", o repórter teve seus dados pessoais vazados. Além disso, hackers invadiram e derrubaram o site do "Congresso em Foco", que foi restabelecido por volta das 9h da manhã deste domingo (5).

“Parece que alguém vai amanhecer morto”, mencionou um dos usuários. “Eu ri do jornalista esfaqueado em Brasília e queria que acontecesse mais”, acrescentou outro no site 1500chan, o mais ativo imageboard brasileiro.

Nas mensagens os agressores também conversam sobre fazer ataques à honra do repórter com fake news e há igualmente menções contra a editora do "Congresso em Foco Insider", Vanessa Lippelt, que colaborou na reportagem investigativa.

O imageboard, também chamado pelos usuários de chan, é um fórum anônimo através do qual os usuários se comunicam sem qualquer tipo de identificação. Nessa rede social, circulam conteúdos extremistas, ataques a movimentos sociais, além de teorias da conspiração.

Após ataque hacker ao Congresso em Foco, o site 1500chan trocou sua interface pela imagem de uma caravela, tornando seu conteúdo acessível somente para usuários que utilizarem ferramentas específicas do navegador. A estratégia é conhecida como “máscara de chumbo”, e é adotada em fóruns anônimos quando são descobertos pelo público.

Após a publicação da matéria, um dos usuários disse que vai causar problemas a Lucas. “Se é ele se forçando aqui, então ele se fodeu. Eu vou fazer meus ataques sem falar aqui então. Ele não vai saber porque [sic] o passaporte foi cancelado, porque [sic] as contas do banco serão bloqueadas. Não vai saber quando, não vai saber porque [sic]. Talvez ele nem se lembre desse [sic] matéria daqui uns meses, mas eu vou lembrar dele.”

Lucas registrou um boletim de ocorrência na 9ª Delegacia de Polícia de Brasília.

Reportagem

Na reportagem, o repórter Lucas Neiva mostra que um usuário da plataforma se propõe a custear com recursos próprios, em criptomoeda, a criação de conteúdo eleitoral que viralizar na internet em favor de Jair Bolsonaro. O anúncio descreve de que maneira é possível fazer isso. A mensagem também divulga o endereço de uma carteira de bitcoin para quem quiser doar para a campanha de fake news.

O Congresso em Foco já recuperou seu site e a equipe jurídica vai levar os fatos à Polícia Civil do Distrito Federal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos