Repórteres da Globo sobre casamento: "É um ato político, de resistência"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Em 2020, o casal viralizou nas redes sociais após o Erick mandar uma mensagem apaixonada para o marido e colega de emissora durante a transmissão de uma reportagem ao vivo no
Em 2020, o casal viralizou nas redes sociais após o Erick mandar uma mensagem apaixonada para o marido e colega de emissora durante a transmissão de uma reportagem ao vivo no "Bom dia Rio". (Foto: Arquivo Pessoal)

"Charme do mundo", da cantora Marina Lima, é a música que embalará a saída de Erick Rianelli e Pedro Figueiredo de seu casamento neste sábado (2). Essa é a canção oficial do casal, como contou Pedro ao Yahoo nesta sexta (1).

Ansioso, mas tranquilo agora que faltam apenas os últimos detalhes, o repórter da Globo fala com carinho desse momento tão aguardado. "Sempre quis casar. Já me emocionei lendo os votos que escrevi para o Erick. Casar neste momento é um exercício de cidadania, um ato político", defende.

Erick concorda com o futuro marido. Juntos há nove anos, a cerimônia precisou ser adiada duas vezes por causa da pandemia.

"Um casal LGBT celebrar o seu amor junto a suas famílias, amigos e pessoas que fazem parte dessa história é sim um ato de resistência. É nosso direito. A gente pode casar e a gente vai casar"Erick Rianelli

O casal já havia assinado uma união estável, mas o sentimento agora é completamente diferente. Pelo menos 200 convidados vão à cerimônia. Tudo foi pensado com carinho e preocupação. Eles vão jogar caixas de uísques depois do "sim", mas também vão jogar seus buquês, como manda o figurino.

Surpresa para os convidados a cada 15 ou 30 minutos

Eles não podem dar muitos detalhes da festa, por enquanto, mas adiantam: a comemoração vai ter um ritmo diferente. Os convidados vão ser surpreendidos com surpresas a cada 15 ou 30 minutos. Ao Yahoo, Erick ainda confessou: "Além da surpresa para os convidados, também estou preparando uma surpresa para o Pedro. Ele é o homem da minha vida. Sempre teve sonho de fazer festa de casamento e está acontecendo em um momento muito especial. A gente se conhece muito, são nove anos juntos".

Elegantes, os dois vão com ternos da mesma cor, mas em tons um pouco diferente. Os convidados irão saborear uma carta de drinques com o nome das cidades mais queridas do casal, como Paris e Barcelona. Ah, e não podem faltar coxinhas, viu?! "O Pedro ama coxinha. Disse que tem que ter dobrado (quantidade). Inclusive, em um aniversário de namoro já dei um buquê de coxinhas para ele", comenta aos risos Erick.

Pedido de casamento

O pedido de casamento aconteceu em Buenos Aires, tudo bem arquitetado por Rianelli. "Ele é muito romântico", entrega Pedro. O jornalista continua: "Eu sempre faço os roteiros de viagem, mas em certo momento dessa (Buenos Aires) ele me disse: 'Eu quero muito ir na Flor Metálica (ponto turístico) para um evento, dia tal, horário tal. Chegamos lá, mas não tinha clima de que ia acontecer alguma coisa", conta Pedro.

Ele ficou ainda mais confuso quando Erick pediu que uma mulher "aleatória" tirasse uma foto do casal. "Pensei: 'Como você vai pegar a foto depois se nem conhece ela?'. Então, ele se ajoelhou, me deu uma aliança e pediu. Na verdade, a mulher era uma fotógrafa brasileira contratada por ele", explica.

Os dois estão muito envolvidos na organização da cerimônia. Entre um compromisso e outro tiraram um tempinho para falar com o Yahoo. Da primeira vez que se viram nos corredores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), passando pelo primeiro encontro na Urca (RJ), até o Alto da Boa Vista, onde se casam neste sábado: Pedro e Erick contam a história de um Brasil que tem dado certo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos