Representantes dos campeões da Copa Conmebol vão à entidade e levam pleito de equiparação com a Sul-americana

Os campeões da extinta Copa Conmebol deram mais um passo no objetivo de ter suas conquistas equiparadas à atual Copa Sul-americana. Representantes dos clubes foram recebidos pela Conmebol, nesta terça, na sede da entidade em Assunção, no Paraguai.

O grupo se encontrou com o presidente Alejandro Dominguez e reforçou o pleito. Com a equiparação, além de obterem uma valorização de suas conquistas ganhariam pontos no ranking da Conmebol, podendo subir de posição. Ele serve como critério na realização dos sorteios das competições da entidade (a Libertadores e a própria Sul-americana).

Segundo a Conmebol, o pedido será encaminhado à comissão de clubes. A decisão será anunciada pelo conselho da entidade, formado por Alejandro Dominguez, seu vice Claudio Tapia e presidentes de seis confederações nacionais.

A Copa Conmebol foi realizada entre 1992 e 1999. Entre os brasileiros, Atlético-MG (duas vezes), São Paulo, Santos e Botafogo foram campeões. Os argentinos Rosário Central, Lanús e Talleres também levantaram a taça.

Em caso de equivalência, o maior beneficiado será o Atlético-MG. Com dois títulos (1992 e 1997) e um vice-campeonato (1995), o clube mineiro somaria quase 300 pontos no ranking da Conmebol. Até por isso, sua comitiva à Assunção contou com cinco integrantes: o presidente Sérgio Coelho, o vice José Murilo Procópio, o diretor de futebol Rodrigo Caetano, o mecenas Ricardo Guimarães e o diretor de comunicação André Lamounier.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos