Governo Bolsonaro é reprovado por 57% dos brasileiros, aponta PoderData

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

A taxa de desaprovação do governo Jair Bolsonaro (PL) subiu 5 pontos percentuais em dois meses, revela a pesquisa PoderData divulgada nesta sexta-feira (5).

Portanto, hoje, 57% reprovam e 39% aprovam a gestão do atual chefe do Executivo.

O levantamento foi feito entre 31 de julho e 2 de agosto de 2022. Os números variaram dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais da pesquisa em relação à rodada anterior, realizada de 17 a 19 de julho. Na época, a aprovação estava em 41% e a desaprovação em 55%.

Ainda de acordo com a pesquisa realizada pelo PoderData:

  • As mulheres (61%) são as que mais desaprovam o governo

  • A aprovação é mais baixa (36%) entre quem cursou só até o ensino fundamental

  • Os moradores do Centro-Oeste são os que mais aprovam a gestão de Bolsonaro (57%)

  • Nordeste tem a taxa de aprovação mais baixa (28%)

Com relação aos evangélicos, a aprovação do governo federal melhorou: cresceu 12 pontos percentuais desde o último levantamento. Hoje, 61% aprovam a gestão, e 33% desaprovam.

Já entre os católicos, a desaprovação foi para 63% e a aprovação, 34%.

Pesquisa eleitoral

Enquanto Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se manteve estável nas intenções de voto, o presidente Bolsonaro teve oscilação negativa, o que amplia a vantagem do petista. É o que mostra a nova pesquisa eleitoral 2022 PoderData, divulgada na quinta-feira (4).

Lula aparece com 43%, mesmo índice da pesquisa anteriores, enquanto Bolsonaro apareceu com 35%, dois pontos a menos. A variação está dentro da margem de erro.

Em um eventual segundo turno, a diferença entre Bolsonaro e Lula caiu e chega a 10 pontos: o petista aparece com 50% e Bolsonaro com 40%. Outros 5% devem votar branco ou anular e 4% não sabem.

Caso o segundo turno tivesse Ciro e Bolsonaro, os dois estariam empatados, cada um com 40%. Entre Lula e Ciro, a vantagem do petista é de 21 pontos, com 47% contra 26%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos