Repsol vende 25% da unidade de petróleo e gás para a EIG por US$4,8 bi

Sede da Repsol em Madri

Por Isla Binnie

MADRI (Reuters) - O grupo espanhol de energia Repsol está vendendo uma participação de 25% em sua divisão de exploração de petróleo e gás para o fundo norte-americano EIG por 4,8 bilhões de dólares, à medida que busca projetos de energias renováveis enquanto a indústria se move para um futuro de baixo carbono.

O acordo, divulgado antes pela Reuters no início deste ano, avalia todo o negócio em 19 bilhões de dólares, incluindo dívidas, e pode levar à listagem de uma participação da unidade no mercado de ações dos EUA após 2026, disse a Repsol em comunicado.

O processo começou com uma oferta não solicitada da EIG, informou a Reuters em junho, levando as ações da Repsol a uma máxima de 14 anos.

A empresa planeja investir o dinheiro em áreas como parques eólicos e hidrogênio verde, em linha com outras empresas europeias de petróleo e gás que estão enfrentando pressão de acionistas e reguladores para reduzir suas emissões de carbono que aquecem o planeta.

A Repsol manterá o controle da chamada unidade upstream. O presidente-executivo, Josu Jon Imaz, disse que o acordo permitiria acelerar seu esforço de descarbonização e que a EIG também estava "preparada para investir conosco no futuro do upstream".

"Precisamos reduzir a pegada de carbono de nossos produtos, mas continuaremos precisando de petróleo e gás por muitos mais anos. A sociedade terá um problema se não os produzirmos", disse ele, acrescentando: "Esta é uma transição, uma transição ordenada".