Republicanos ameaçam cortar ajuda a palestinos se ONU reconhecer Estado

Alex Wong

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos poderá suprimir a ajuda que o país envia aos palestinos se eles conseguirem na ONU o reconhecimento do Estado que reivindicam, assegurou esta segunda-feira o número dois republicano na Casa, Eric Cantor.

"A posição da Câmara é que não apoiamos, nem apoiaremos, com nenhum tipo de ajuda, uma entidade que compreenda o Hamas e a Autoridade Palestina ou uma tentativa de obter uma declaração unilateral de um Estado palestino na ONU", afirmou Cantor em declarações à imprensa.

Os legisladores americanos "apoiam no Oriente Médio àqueles que apoiam a paz", mas se opõem a um Estado palestino "sem garantias reais de segurança" para Israel, acrescentou.

A liderança palestina confirmou sua intenção de apresentar um pedido de adesão às Nações Unidas durante a sessão anual da Assembleia Geral da ONU, em 20 de setembro, mas os Estados Unidos anunciaram que imporiam seu veto se esta iniciativa chegar ao Conselho de Segurança.

O presidente palestino, Mahmud Abbas, assegurou no domingo estar determinado a apresentar a solicitação apesar das "ameaças" americanas de suspender a ajuda financeira.