Republicanos e Russomanno decidem apoiar Covas em São Paulo e falam em 'moderação'

CAMILA MATTOSO
·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.10.2020 - Entrevista com Celso Russomanno, que foi candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Republicanos. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.10.2020 - Entrevista com Celso Russomanno, que foi candidato à Prefeitura de São Paulo pelo Republicanos. (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Republicanos e o deputado Celso Russomanno, candidato lançado pelo partido para disputar as eleições para a Prefeitura de São Paulo, oficializaram o apoio a Bruno Covas (PSDB) no segundo turno da capital paulista.

"O partido entende que a moderação e o equilíbrio são fundamentais para que a cidade possa avançar e que Bruno Covas é a pessoa mais preparada para isso", diz nota do Republicanos, partido que antes das eleições já fazia parte da gestão municipal tucana, especialmente na secretaria de Habitação. O texto é assinado também por Russomanno.

Partido do qual hoje fazem parte o vereador Carlos Bolsonaro (RJ) e o senador Flávio Bolsonaro (RJ), o Republicanos não considerava apoiar o PSOL. Os debates para definição do que fazer no segundo turno giraram em torno da possibilidade da neutralidade.

Aliados de Russomanno ponderaram, por exemplo, que um endosso a Covas poderá pesar negativamente contra ele no futuro como aconteceu com os vídeos que circulam com o deputado em evento ao lado da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), usados por adversários para apontar suposto oportunismo político.

Como Russomanno fez ataques constantes a Covas, alguns de seus aliados manifestaram preocupação por acreditar que ele poderá ser visto como incoerente ao se juntar ao tucano. No entanto, o apresentador de TV decidiu manifestar apoio ao candidato de toda forma.