Republicanos pedem foco no futuro em reunião que ovaciona Trump

O ex-presidente americano Donald Trump foi ovacionado neste sábado (19), em Las Vegas, em uma reunião do Partido Republicano, apesar de vários líderes conservadores, apesar de ter sido responsabilizado por vários líderes conservadores pelo resultado morno nas eleições de meio de mandato e tenham pedido uma virada de página.

Trump, de 76 anos, dedicou seu primeiro discurso desde que anunciou sua intenção de voltar a se candidatar para a Casa Branca em 2024 a fazer elogios ao seu mandato e cortejar doadores e membros da Coalizão Republicana Judaica, que celebra sua reunião anual em Las Vegas, marcando o início da temporada de pré-candidaturas na disputa presidencial.

No entanto, Trump, que evita assumir a responsabilidade pelo resultado das eleições, disse que o Partido Republicano "é muito maior e mais poderoso do que era antes" do que antes de ele liderá-lo.

Neste sábado, Trump voltou a questionar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais de 2020, apesar de várias auditorias e de as instituições americanas terem validado o resultado das eleições.

"A eleição foi fraudada", disse Trump, mas a plateia, que o havia recebido calorosamente, não reagiu.

- Líderes fortes, não celebridades -

Trump foi incluído de última hora na lista de palestrantes da reunião anual da Coalizão Republicana Judaica, celebrada na sexta e no sábado.

Sua participação gerava expectativas, pois vários de seus críticos o antecederam e pediram uma virada de página e apostar em "lideranças fortes".

"Tenho uma grande política para o Partido Republicano. Vamos deixar de apoiar candidatos loucos, inelegíveis, nas nossas primárias", disse o governador de New Hampshire, Chris Sununu, sem citar Trump.

O ex-governador de Nova Jersey, Chris Christie, foi mais direto em seu discurso e insistiu em responsabilizar Trump pelo resultado das eleições de meio de mandato.

"Donald Trump elegeu candidatos com um critério, apenas um. Não se tratava de sua elegibilidade, sua experiência, sua sabedoria ou seu carisma (...) Mas se acreditavam que a eleição presidencial de 2020 foi roubada ou não. Se você acredita nisso, te apoio, se não, te rejeito", disse Christie, que se dirigiu aos presentes algumas horas antes de Trump.

"Pois, deixem-me dizer que isto não é o que o partido defende. Não é o que deveria defender no futuro. Temos que parar isso agora".

"Estamos perdendo porque Donald Trump se colocou acima de todos os demais".

Na mesma linha, o governador de Maryland, Larry Hogan, voltou a lançar seus dados em Trump em seu discurso de sexta-feira.

"Inclusive os seguidores mais fervorosos de Trump estão dizendo que estão cansados do drama", disse Hogan.

Os líderes republicanos insistiram em sua decepção com os resultados das 'midterms', nas quais o partido prometeu uma "onda vermelha", que retiraria o Partido Democrata das duas câmaras do Congresso.

No entanto, os republicanos só conseguiram uma pequena maioria na Câmara dos Representantes, depois que vários candidatos apoiados por Trump foram derrotados tanto nas duas câmaras quanto em disputas a governos estaduais considerados cruciais.

Neste sábado, Trump foi antecedido do premier israelense, Benjamin Netanyahu, que também conversou com líderes da organização de forma virtual.

Ex-colaboradores de Trump, como o ex-secretário de Estado, Mike Pompeo, e seu ex-vice-presidente, Mike Pence, assim como o senador Kevin McCarthy, que se alinha para assumir a liderança do partido na Câmara de Representantes, também tomaram a palavra.

Na sexta, Pompeo evitou criticar Trump, mas deu algumas indiretas. "Nosso partido precisa de líderes fortes, agora mais do que nunca". Diante dos desafios futuros, sentenciou que "personalidades, celebridades, não vão fazer o trabalho".

O evento, que aquece os motores para as primárias do Partido Republicano, terminará com uma apresentação do governador da Flórida, Ron DeSantis, a quem Trump começou a ironizar nas redes sociais e que desponta como um forte pré-candidato na corrida presidencial.

hg-pr/lb/an/meb/ll/mvv