Republicanos quer Secretaria de Desenvolvimento Regional em SP

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 21.10.2022 - O governador eleito em SP, Tarcísio Freitas (Republicanos). (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 21.10.2022 - O governador eleito em SP, Tarcísio Freitas (Republicanos). (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Partido de Tarcísio de Freitas, o Republicanos tem interesse em ter o comando da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Governo de São Paulo a partir de 2023.

Aliados do presidente nacional da legenda, Marcos Pereira, discutem a intenção de ter controle da pasta, responsável pela interlocução e distribuição de recursos para prefeituras.

A Secretaria de Desenvolvimento Regional foi criada por João Doria (PSDB) como a pasta mais importante em termos políticos do governo estadual. Ela foi comandada nos últimos anos por Marco Vinholi, presidente do PSDB-SP, e, agora, está sob comando de Rubens Emil Cury.

O PSDB, que apoiou Tarcísio no segundo turno, quer continuar no comando da secretaria, mas deve ter dificuldades em competir com a legenda do próprio governador eleito.

Com base em uma concepção de gestão descrita como descentralizada, a administração tucana enviou valores em escala inédita para prefeituras por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional, com a ideia de que elas mesmas investissem no que considerassem prioritário.

Como contrapartida, Doria e Rodrigo Garcia esperavam ter apoio em suas candidaturas para a Presidência da República e para o Governo de São Paulo, respectivamente. Ambos não tiveram sucesso em suas empreitadas.

A questão deverá ser levada a Tarcísio na próxima semana. O ex-ministro viajou para os Estados Unidos para descansar por uma semana antes de começar a tratar da transição de governo.