Resistência contra talibãs se espalha, afirma irmão de ex-comandante

·1 minuto de leitura
Ahmad Wali Massoud durante entrevista à AFP em Paris

A resistência "se espalhou muito" no Afeganistão contra os talibãs, isolados da população devido à sua ideologia conservadora e antiquada, afirmou nesta quarta-feira Ahmad Wali Massoud, irmão do falecido comandante Ahmad Shah Massoud, figura reconhecida da luta antitalibãs.

"As crenças do povo afegão mudaram nos últimos 20 anos. As mulheres querem viver, trabalhar. Os jovens vivem em um mundo diferente, não o dos talibãs, que são, agora, o grupo mais isolado" do país, afirmou Massoud em entrevista à AFP durante visita a Paris.

"As pessoas acham que os afegãos são atrasados, que irão aceitar a versão talibã da sharia, mas não é mais assim. A resistência se espalhou muito por todo o país, e não se limita ao quadro militar", assinalou o irmão do ex-comandante.

Os talibãs assumiram o controle do Afeganistão em 15 de agosto, após tomarem Cabul. Eles afirmam que estão mais moderados do que em 1996-2001, quando seu regime ultraconservador foi especialmente brutal contra as mulheres e a minoria xiita hazara.

A Frente Nacional de Resistência (FNR), principal grupo de oposição aos talibãs, foi criada recentemente no vale de Panshir, a nordeste de Cabul. Ela é liderada por Ahmad Massoud, filho do célebre comandante e sobrinho de Ahmad Wali, que pediu ajuda aos países ocidentais para armar seus homens.

“A comunidade internacional tem a obrigação moral de nos ajudar”, afirmou Ahmad Wali Massoud.

jf/fz/mm/es/jz/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos