Responsável por ataque contra Ronald Reagan será libertado após 41 anos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O responsável pelo ataque contra o então presidente dos EUA, Ronald Reagan, será posto em liberdade 41 anos após o crime. Segundo o tribunal que julgou o caso, John Hinckley Jr. não representa mais uma ameaça para a sociedade e, por conta disso, poderá sair da prisão a partir do próximo dia 15.

Ataque em Tulsa: Atirador que matou quatro pessoas invadiu hospital com duas armas

O atentado ocorreu em 30 de março de 1981, quando Hinckley atirou contra Reagan em frente ao Washington Hilton Hotel, onde um ato público era realizado com a presença do presidente. Os tiros perfuraram um dos pulmões do republicano, que foi levado ao hospital.

Hinckley também acertou o secretário de imprensa da Casa Branca, James Brady, o agente do serviço secreto Tim McCarthy e o policial Thomas Delahanty. O segundo, que levou um tiro na cabeça, ficou paraplégico e morreu em 2014. Os demais sobreviveram sem sequelas.

Gilberto Rodriguez Orejuela: Morre ex-chefe do Cartel de Cali e arqui-inimigo de Pablo Escobar

Na ocasião, Hinckley alegou que atirou contra Reagan para tentar impressionar a atriz Jodie Foster, por quem tinha grande admiração por conta de sua atuação no filme “Taxi Driver”, o qual havia assistido repetidas vezes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos