Responsável por remoção de obra de Banksy na Ucrânia pode pegar anos de prisão

Parede de onde foi retirado mural de Banksy em cidade ucraniana de Hostomel

KIEV (Reuters) - O suposto idealizador da remoção de um mural de Banksy em uma cidade ucraniana pode pegar até 12 anos de prisão se for considerado culpado, disse o Ministério do Interior da Ucrânia nesta segunda-feira.

A obra de arte, retratando uma mulher com uma máscara de gás e um roupão segurando um extintor de incêndio, foi retirada de uma parede na cidade de Hostomel em 2 de dezembro, segundo autoridades.

O ministério anunciou em seu site que o homem que se acredita ter orquestrado a operação recebeu um "aviso de suspeita".

A obra de arte do renomado artista britânico foi avaliada em mais de 9 milhões de hryvnias (243.900 dólares), disse o ministério.

"Os criminosos tentaram transportar este grafite com a ajuda de tábuas de madeira e polietileno", disse.

"Graças à preocupação dos cidadãos, a polícia e outras forças de segurança conseguiram prender os criminosos."

O mural foi recuperado.

Banksy confirmou que pintou o mural e outros seis em locais atingidos por intensos combates depois que a Rússia invadiu a Ucrânia no final de fevereiro.

(Reportagem de Max Hunder)