Restaurantes pedem que iFood pague prejuízo por falha que trocou seus nomes por frase pró-Bolsonaro

·1 min de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 21.07.2018: APLICATIVO-NEGÓCIOS -  Aplicatico do iFood em Smartphone. (Foto: Marcelo Barbosa/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 21.07.2018: APLICATIVO-NEGÓCIOS - Aplicatico do iFood em Smartphone. (Foto: Marcelo Barbosa/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) disse nesta quarta-feira (3) que espera uma compensação financeira pelos eventuais prejuízos sofridos pelos estabelecimentos por causa da falha no app do iFood que trocou nomes de restaurantes por frases pró-Bolsonaro e ataques políticos nesta terça (2).

"Recebemos com muita preocupação a notícia. Além dos óbvios prejuízos financeiros, que esperamos que sejam compensados pelo aplicativo, e de imagem para os estabelecimentos, o que chama a atenção é a fragilidade demonstrada. Menos mal que a resposta tenha sido rápida, identificando e resolvendo o problema antes que os prejuízos se avolumassem", disse a Abrasel.

A associação representante dos restaurantes também pede que os procedimentos de segurança sejam revistos e reforçados não só no iFood, mas em todos os apps de entrega para proteger os dados dos estabelecimentos e de seus clientes.

Em nota, o iFood confirmou ter identificado na noite desta terça-feira que alguns estabelecimentos cadastrados na plataforma tiveram seus nomes alterados.

A investigação interna do iFood apontou que não ocorreu um ciberataque à plataforma e que o incidente foi causado por um operador de atendimento de uma prestadora de serviços que tinha permissão para ajustar informações dos restaurantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos