Resto mortal de ícone anticolonial congolês é devolvido à família pela Justiça belga

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Um dente. Foi tudo o que sobrou do corpo de Patrice Lumumba, primeiro-ministro do Congo após mais de 100 anos de governo brutal, depois de ser assassinado e ter seu corpo dissolvido em ácido por separatistas e mercenários belgas na região de Katanga, em 17 de janeiro de 1961. O policial Gerard Soete, envolvido no assassinato, manteve o dente de Lumumba como um troféu. Recuperado pela Justiça da Bélgica, ele foi devolvido à família.

Nesta segunda-feira (20), mais de 61 anos após sua morte, o último resto mortal de Patrice Lumumba, primeiro-ministro congolês, foi devolvido à sua família e ao seu país. Trata-se de um único dente que tinha sido guardado durante todos estes anos por um policial belga, um dos responsáveis pelo assassinato do herói nacional.

A cerimônia aconteceu na presença da família de Patrice Lumumba, mas também das autoridades belgas e congolesas e foi marcada pelo discurso do primeiro-ministro da Bélgica, Alexander de Croo, "reiterando o pedido de desculpas do governo". Desculpas já apresentadas em 2002 por Louis Michel, na época chefe da diplomacia belga. Desta vez, Alexander de Croo evocou a responsabilidade moral dos líderes do país na morte de Lumumba.

"Um homem foi assassinado por suas convicções políticas, suas palavras, seu ideal. Para o democrata que sou, isto é indefensável, para o liberal que sou, isto é inaceitável. E para o ser humano que sou, é odioso", acrescentou o chefe de governo belga, que repetiu várias vezes que esta restituição acontecia tarde demais.

"A África celebra o retorno de um filho"


Leia mais

Leia também:
Após carta de desculpas, rei da Bélgica prepara visita histórica à República Demócratica do Congo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos