Restrições são descumpridas na praia da Zona Sul neste domingo

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO — No terceiro dia das medidas restritivas impostas para os próximos dez dias de recesso na cidade, banhistas desrespeitaram as regras, tomaram banho de mar e permaneceram na areia na Zona Sul. No Leblon e em Copacabana foram flagrados até ambulantes.

Apesar da fiscalização da Guarda Municipal, os banhistas retornavam ao perceber que os agentes haviam se afastado.

— Liberaram para fazer exercício, mas há até grupos de pessoas aglomeradas pegando sol. Os guardas chegam, as pessoas simulam que vão embora e depois voltam. Não era nem para mergulhar — conta a aposentada Angelina Costa.

O empresário Augusto Freitas não concorda com as medidas e não deixou de aproveitar o domingo de sol em Copacabana.

— Não entendo porque eu não posso vir sozinho à praia para dar um mergulho rápido. Não estou aglomerado. É muito melhor pegar sol em um ambiente aberto do que ir para um supermercado — afirma.

No calçadão, a movimentação também era intensa. Muitos pedestres caminhavam inclusive sem máscara. No Leblon, as medidas restritivas não impediram a presença de ambulantes na areia.

— Algumas pessoas dependem desse dinheiro. Vai fazer falta na hora de fazer um prato de comida para o seu filho, por exemplo. Não condeno, os brasileros estão desamparados — diz uma jovem que prefere não se identificar.