Retrospectiva 2020: dez entrevistas de CELINA para ler antes do ano acabar

O Globo
·1 minuto de leitura
Reprodução

Entre a pandemia, infinitas crises políticas, alarmantes casos de racismo e de violência contra a mulher, o ano de 2020 foi marcado por um noticiário massacrante e chegamos ao final de dezembro exaustas. Em meio a toda essa turbulência, buscamos conversar com inúmeras mulheres notáveis, das mais diversas áreas de atuação, para tentar fazer sentido de tudo o que estava acontecendo.

Ao longo do ano, a equipe de CELINA se dedicou a trazer vozes diversas para debater os assuntos que interessam as mulheres do Brasil e a colocar uma lupa sobre os problemas que pareciam afetar igualmente a todos, mas impactaram a vida das mulheres de forma mais profunda, especialmente se analisados sob uma perspectiva interseccional, considerando raça, classe social, orientação sexual e identidade de gênero.

Das dezenas entrevistas que fizemos, todas seguem relevantes e valem a leitura, mas separamos apenas dez que merecem ser lidas antes que o ano termine. Elas ajudam a compreender como as mulheres encararam 2020 e o que podemos esperar em 2021, fazem alertas e denúncias, mas também trazem mensagens de esperança e reflexões importantes para o futuro. Elas estão organizadas em ordem alfabética, mas podem ser lidas na ordem que você preferir.